letrasde.net

letras de lucas silveira – uma arlinda mulher

por favor espere um momento...

te encontrei toda remelenta e estronchada
num bar, entregue às bebida
te cortei os cabelos do sovaco e as unhas do pé
te chamei de querida
te ensinei todos os auto-reverse da vida
e o movimento de translação que faz a terra girar
te falei que era importante competir
mas te mato de pancada se você não ganhar

[refrão]
você foi agora a coisa mais importante
que já me aconteceu neste momento
em toda a minha vida
um paradoxo do pretérito imperfeito
complexo com a teoria da relatividade
num momento crucial um sábio soube saber
que o sabiá sabia -ssobiar
e quem amaf-gafar os maf-gafinhos
bom amaf-gafigador será

[verso 2]
te falei que os pediatra é o doutor
responsável pela saúde dos pé
o ‘zoísta’ cuida dos ‘zóio’ e os oculista
deus me livre nunca vão mexer no meu
pois ‘prá’ mim você é uma besta mitológica
com cabelo pixaim parecida com a medusa
eu disse isso ‘prá’ rimar
com a soma dos quadrado dos catetos
que é igual à porra da hipotenusa

[refrão]
você foi agora a coisa mais importante
que aconteceu neste momento
até hoje em toda a minha vida
um paradoxo do pretérito imperfeito
complexo com a teoria da relatividade
num momento crucial um sábio soube saber
que o sabiá sabia -ssobiar
e quem amaf-gar os maf-gafinhos
bom amaf-gafinhador será

[verso 3]
eu fundei a -ssociação internacional
de proteção às borboletas do afeganistão
te provei por b mais c que a menina
dos teus zóio não tem menstruação
dar um prato de trigo prá dois tigres e
ver os bichos brigando é legal que só
pois nos “tira e põe”, deixa ficar da vida
sempre serei seu escravo-de-jó

- letras de lucas silveira

Letras aleatórias